Mel

header miele jpg
  • O pão italiano é um bom exemplo da importância do forno na culinária italiana. Existem mais de 250 tipos de pão italiano. Trata-se de um alimento indispensável à mesa dos italianos, pois as...
  • A grande variedade que caracteriza a cozinha italiana se manifesta também no amplo mundo dos biscoitos , criando um longo e delicioso capitulo culinário. A receita de biscoito italiano que origina...
  • As propriedades do mel , tanto as nutritivas quanto as organolépticas, variam segundo a sua origem. O produto encontra o auge da qualidade na produção do território italiano (20 mil toneladas/ano),...
  • Sob o binômio mel italiano veem inclusos muitos tipos de mel, diversificados basicamente pelo pólen utilizado, do qual recebem a denominação e, por vezes, propriedades específicas. Na Itália a...
  • Mel e receitas de Grog , uma bebida extraordinária, caracterizada por propriedades que curam nos primeiros estágios da gripe, ela acompanhava os marinheiros nas longas viagens pelo mar, ótima para...
  • Na Itália existem cerca de cinquenta tipos de mel produzidos por 55 bilhões de abelhas e 50 mil apicultores que dão vida a produtos de qualidade (do de flores silvestres "millefiori" aos de flores...
  • Mel e receitas um capítulo que se abre com a civilização romana e que chega aos nossos dias através de celebradas receitas de Grog e culminam em preparações que exaltam as propriedades do mel, de...

Mel, um manjar de propriedades divinas

Mel? Claro que sim, por que preferir o açúcar no lugar das excepcionais propriedades dos diferentes tipos de mel italiano quando o primeiro apresenta 100 kcal a mais a cada 100g? As propriedades do mel o elevam do grau de "adoçante" ao patamar de alimento fundamental para o bem-estar. Os diversos tipos de mel contribuem para o bom funcionamento dos músculos, coração, fígado, aparelho digestivo, rins, sangue e ossos.

Os primeiros vestígios da iguaria na cultura europeia foram identificados em desenhos rupestres encontrados na Espanha. Era um dos protagonistas da mesa romana: descobrimos, pelas receitas do chef Apicio, o seu uso até mesmo em pratos salgados. Os Etruscos também o utilizavam para adoçar bebidas, e até como oferenda, no período medieval era usado principalmente para neutralizar o excesso de sabor de alguns tipos de molhos. Com o Renascimento veio a sua pequena "caída" em favor aos novos açúcares e com a Idade Contemporânea a completa reavaliação.

As propriedades do mel são únicas, sendo completamente reveladas em produções antigas e famosas, basta pensar naquela dos montes Iblei na Sicília, no mel italiano de acácia, produzido no Vêneto, Emília-Romanha e Ligúria ou ainda naquele de árbuto sardo.